Amazon View!

Matérias Temáticas | Cultura

Zé Matuto e Matutando em Férias em festival

O Festival Folclórico Alenquerense, que encena anualmente o folclore Zé Matuto e Matutando em Férias, evento promovido pela Prefeitura Municipal, realizou este ano a sua 11ª edição, repetindo o sucesso dos anos anteriores. Aliás, Alenquer tem tradição festeira e cultural nascida nos velhos carnavais animados com músicas ali mesmo compostas, além de cordões de pássaros e outros folguedos culturais.

Antigamente, cordões de pássáros, brincadeira de boi e até ladainhas eram frutos da criatividade dos artistas ximangos. O Festival Folclórico Alenquerense mantém a tradição, desta feita inspirado nos folguedos juninos que têm como figura central o matuto (caipira), evento que confere provas marcantes da criação do povo alenquerense, inovando e apresentando belas fantasias e alegorias feitas exclusivamente por artesões da terra. Os grupos folclóricos Zé Matuto e Matutando em Férias buscam temas dos antepassados  para compor o cenário e resgatá-los.

Esse show coreográfico reúne mais de dez mil pessoas no Matutódromo e reflete a rivalidade tradicional entre os bairros da Luanda (Zé Matututo) e Aningal (Matutando em Férias), em Alenquer, rivalidade que vem desde os clubes de futebol, sedes sociais e agora fica maior com a disputa entre ambos, que a cada ano ganha mais dimensão na cidade. O quilombo Pacoval foi homenageado este ano por Zé Matuto, que tem a águia como símbolo, com apresentação da dança do Marambiré, folclore originário daquela localidade. Para o grupo, a presença da alegoria da Igreja da Matriz (Santo Antônio) é uma constante, por estar situada próxima ao bairro da Luanda. (Apolonildo Britto - Revista Amazon View – Edição 32)

 
Apolonildo Brito

OUTRAS

Parceiros