Amazon View!

Matérias Temáticas | Turismo

Jalapão – Aventura e lazer no raid do Tocantins

Um comboio composto por 46 carros, 37 motos e cerca de 230 desportistas percorreu, durante cinco dias, 800 quilômetros de estradas de areia do circuito do 3° Jalapão, cortando os 34 mil km² do território semidesértico da microrregião, mas povoada de rios e lagoas cristalinas, praias, cachoeiras, dunas misteriosas, cerrados, chapadões e tablados, com fauna e flora típicas, além de seus habitantes simples e hospitaleiros.

Aventura, emoção, lazer e contemplação  da natureza foram a marca registrada do 3° Passeio Fora de Estrada realizado na bela e exótica região do Jalapão, leste do Estado do Tocantins. O raid do Jalapão é mais do que um passeio de lazer e desporto, é uma viagem em que se descortina a grandeza dos “campos gerais, expandida em chapadões ondulantes e grandes tablados”, como descreve Os Sertões, de Euclides da Cunha. Os que participaram do evento puderam ir ainda mais além e viajar na máquina imaginária do tempo e vislumbrar a epopeia histórica da conquista das “Terras dos Tocantins”, quando os pioneiros chegaram no século XVII, oriundos do Maranhão, Piauí, Pernambuco e Bahia, através dos “caminhos do gado”.

A imensidão do cenário é tamanha que inspira tudo isso e lembra que essa parte do Brasil foi formatada pelas águas do oceano em priscas eras. Não se sabe ao certo, se o continente se ergueu ou se o mar recuou ao longo dos 60 milhões de anos que desenharam o relevo do Jalapão. Uma das maiores lembranças são as dunas cor-de-cobre que ali chegam até 40 metros de altura, revelando o mistério do ciclo da vida na região.

Para descobrir e preservar essa vastidão de belezas naturais e sítios ecológicos, o Governo do Tocantins vem estimulando e apoiando eventos que tem como palco as trilhas do Jalapão, tal o Enduro da Independência (93), 0 Rally dos Sertões e, recentemente, os Fora de Estrada realizados por três anos consecutivos.

O 3° Jalapão - A terceira edição do Passeio Fora de Estrada do Jalapão, promovido pelo Jeep Club do Tocantins, continuou este ano a sua força como um dos principais eventos do Estado, revelando ainda o destino turístico dessa região a nível nacional. Foram 800 quilômetros de aventura e emoção, durante cinco dias, de 19 a 23 de abril, num roteiro de paisagens impressionantes e inéditas no Brasil. O comboio formado por equipes de Brasília, Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro, Belém do Para, Espanha e tocantinenses visitou quatro municípios da região - Ponte Alta, Mateiros, Sao Félix do Tocantins e Novo Acordo e consumiu 6.300 litros de combustíveis e 3.450 refeições. O roteiro do evento organizado pelo Jeep Clube do Tocantins incluiu os principais atrativos da região repleta de cachoeiras, trilhas empoeiradas, serras, planaltos, chapadões, rios, lagos e famosas dunas do Jalapão.

A primeira parada do comboio foi na cidade de Ponta Alta, para almoço. À tarde, já no município de Mateiros, onde há uma maior concentração de atrativos turísticos, o acampamento foi erguido na Prainha da \/elha do Rio Novo, um local propício para banhos tranquilos e cercado de areia branca e mata ciliar. Na manhã seguinte a atração foi a Cachoeira da Velha, uma queda de 25m de altura, formada pelas águas do rio Novo, que encanta pela beleza cênica e pelo volume de água.

Na quinta-feira, dia 20, os amantes dos esportes radicais encontraram um cenário perfeito, um mundo de areia cercado de vegetação, rios e lagos propícios para a pratica de rally, enduro, trekking ou simplesmente para contemplar a natureza. São as dunas do Jalapão, que movimentam e transformam a paisagem há milhões de anos. O cenário das dunas é composto de um lado pela Serra do Espírito Santo e, do outro, pelas veredas verdejantes típicas do cerradão, e o corrego Brejão do Areião e a Lagoa Azul. Vale registrar que o fenômeno das dunas só ocorre naquele local, sendo que no restante da região, principalmente na época das chuvas, o solo arenoso é todo coberto por rala vegetação com presença alternada de arvores de pequeno porte.

Na mesma área, a Cachoeira da Formiga convida para um banho demorado, com suas águas verde-brilhantes deslizando sobre lajeados. Outra atividade obrigatória em Mateiros é apreciar o artesanato local. São peças únicas no pais, confeccionadas à base de palha fosca do buriti e do capim-vereda, que é dourado. A próxima parada, depois de Mateiros, na sexta-feira, 21, já fazendo o roteiro de volta, é acidade de São Félix do Tocantins, palco do 1° Enduro da Amizade, um show de ousadia e pericia dos motoqueiros, organizado pelo Jalapão Trail Club.

À noite, o prefeito de São Félix, Mazinho, homenageou os visitantes com um jantar e um baile. O próximo destino, no sábado, dia 22, foi a cidade de Novo Acordo. Antes, porém, todo comboio parou para um almoço na fazenda Portal do Jalapão, onde está sendo projetado um ecohotel, que tem como cenário natural, a Serra do Gorgulho, com formações de grandes blocos de pedra que lembram ruínas de antigas civilizações. À noite, em Novo Acordo, ocorreu a grande confraternização oferecida pelo prefeito Lico Leitão. Um jantar típico numa noite festiva integrando habitantes locais com os visitantes.

O fechamento do 3° Passeio Fora de Estrada do Jalapão terminou com um almoço, no Domingo de Páscoa, dia 23, no Parque Cesamar, em Palmas. Numa rápida avaliação o presidente do Jeep Club do Tocantins, Gilmar Cabral, declarou que o resultado foi positivo e que a meta é aperfeiçoar cada fase do evento, eliminando as dificuldades e falhas. Acrescentou que pretende terceirizar os serviços e buscar mais parcerias. “Temos bastante apoio do Governo, mas precisamos envolver os setores afins, as prefeituras e profissionais da área, porque o próximo passo é incluir o evento no Calendário nacional da Embratur”, afirmou.

Meio Ambiente - O frágil ambiente ecológico do Jalapão exigiu um cuidado especial dos organizadores do evento. Logo no inicio do passeio, uma equipe do Ministério Público distribuiu sacos de plástico para coleta de lixo e uma cartilha contendo informações e instruções sobre preservação ambiental. A ação durou todo o percurso com exposição de placas e faixas educativas alertando todos contra possíveis agressões aos locais visitados. Todo o trabalho foi uma ação conjunta do Naturatins, Unitins, lbama, Prefeitura de Palmas, Polícia Militar; Secretaria de Saúde, Seplan e Secretaria de Esporte e Turismo do Ministério Público. (Colaboração: Penafort /Secom-TO) (Apolonildo Britto – Revista Amazon View – Edição 30)

 
Apolonildo Brito

OUTRAS

Parceiros