Amazon View!

Matérias Temáticas | Turismo

Oriximiná repete sucesso de Pesca Esportiva

Oriximiná, próspero município paraense localizado à margem do rio Trombetas, sediou, pela segunda vez, o TOPE, no lago Caipuru. O evento repetiu o sucesso anterior, mostrando o grande potencial que a pesca esportiva representa para o município. O evento serviu, ainda, para outros esportes aquáticos como boating, jet-sky e, principalmente, deliciosos banhos na praia do lago, curtindo o bronzeado oferecido pelo sol brilhante do Oeste do Pará

Aproveitando a tendência natural da Amazônia para a prática da pesca esportiva, a Prefeitura Municipal de Oriximiná investiu pesado para o sucesso do II Torneio de Pesca Esportiva – II TOPE. Além de incentivar a prática da pesca esportiva, o evento ainda promove o lazer e integração entre os amantes da pesca, desenvolve a conscência de preservação ambiental, promovendo e combatendo as ações predatórias contra a ictofauna.

A organização coube à Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Turismo, que conseguiu movimentar a cidade de Oriximiná durante os dias seis e sete de outubro, atraindo, também, grande número de pessoas de outros municípios para a competição, que foi realizada no belo lago de Caipuru, afluente do Trombetas. O evento serviu, ainda, para outros esportes aquáticos como boating, jet-sky e, principalmente, deliciosos banhos na praia do lago, curtindo o bronzeado oferecido pelo sol forte e brilhante do Oeste do Pará. 

A área coberta pela disputa limita-se com a boca do lago até a sua desembocadura no rio Cuminá (furo da Luíza), onde povoa grande quantidade de espécimes de peixe, principalmente o Tucunaré, que chega a alcançar até mais de oito quilos. A abertura oficial aconteceu no dia 6, sábado, com a apresentação do regulamento, distribuição dos fiscais – um por lancha – e largada da competição. No final da tarde, a chegada foi obrigatória nos pontos de pesagem para pontuação dos participantes. Os barcos aportaram na cabeça da praia festivamente, trazendo ocupantes otimistas para a empreitada.

No dia seguinte, depois da distribuição dos fiscais, ocorreu a segunda largada da pescaria que durou todo o resto do dia, como no anterior, somando uma carga horária mínima de 10 horas, sendo cinco para cada dia. O torneio foi constituído na modalidade de pesca embarcada, permitindo aos participantes o uso de lanchas ou barcos nas classes “corrico” ou arremesso. Entre os itens do Regulamento, a espécie considerada foi exclusivamente o Tucunaré e suas variações (família Cichidae), no sistema teórico do pesca e solte, porque poucos foram os que resistiram à tentação de saborear a sua suculenta presa. (Apolonildo Britto – Rvista Amazon View – Edição 41)

 
Apolonildo Brito

OUTRAS

Parceiros