Amazon View!

Matérias Temáticas | Cultura

Festival de Matutos em folclore alenquerense

Festival Folclórico Alenquerense realizou a sua décima edição com sucesso absoluto de público, ganhando dimensão regional e grandiosidade. O evento, promovido pela Prefeitura de Alenquer (PA) através da Coordenadoria de Cultura e Turismo, deu provas marcantes da criatividade do povo ximango, apresentando belas fantasias e alegorias no show coreográfico de grupos folclóricos inspirados nos folguedos juninos.

Estima-se que cerca de 12 mil pessoas passaram pelo Matutódromo nas três noites do Festival, que ainda reúne apresentações de quadrilhas, bois e cordões de pássaros que são, na explicaçã do povo de Alenquer, grupos menores. O Município tem tradição em festas populares. Na década de 30 ficou famoso pelos carnavais que realizava.

O espetáculo tem os Matutos (caipiras) como personagens centrais, cujo ritual envolve quadrilhas, tribos indígenas, cordões de boi e apresentadores. Porta-bandeira, porta-estandarte, Rainha do Folclore, narradores e puxadores completam os principais personagens do Zé Matuto e Matutando em Férias.

Diferentemente dos anos anteriores, os dois grupos folclóricos apresentaram-se em 1999 sem disputar o título de campeão do Festival Folclórico Alenquerense. Mas fizeram lindas apresentações no Matutódromo, levando a grande platéia ao delírio, diante da evolução de suas coreografias com predominância do vermelho do Zé Matuto e o azul do Matutando em Férias. O Zé Matuto representa a Luanda e o Matutando em Férias, o Aningal, populosos bairros de Alenquer caracterizados pela rivalidade que há anos mantêm entre si.

Criado em fins da década de 80, o Festival Folclórico Alenquerense a cada ano adquire dimensão e consistência, com tudo para dentro de pouco tempo se aproximar em expressão ao Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas, com os Bois Caprichoso e Garantido e à Festa do Çairé, em Santarém-Pará, onde se apresentam os Botos Cor de Rosa e Tucuxi.

Zé Matuto e Matutando em Férias neste ano escolheram a Amazônia como tema principal de suas apresentações. Os matutos, que têm a águia como símbolo, foram ao Matutódromo coreografando Amazônia: Santuário do Mundo, enquanto os matutandos, ostentando a arara azul (espécie em extinção) como símbolo, apresentaram-se sob o tema Amazônia - Um Grito de Alerta. (Apolonildo Britto – Revista Amazon View – Edição 25)

 
Apolonildo Brito

OUTRAS

Parceiros