Amazon View!

Matérias Temáticas | Turismo

Turismo de eventos movimenta Manaus

A instalação da Câmara Setorial de Captação e Apoio a Eventos Programados da Associação Comercial do Amazonas começa a impor um novo ritmo ao turismo de eventos na região. Resultado de esforços de vários segmentos, a Câmara se propõe a ser um centro difusor de informações, ajudando a melhorar o discernimento das empresas interessadas em realizar seus eventos em Manaus e a estimular os empresários da região na qualidade de seus produtos e serviços

A instalação da Câmara Setorial de Captação e Apoio a Eventos Programados da Associação Comercial do Amazonas começa a impor um novo ritmo ao turismo de eventos na região. Resultado dos esforços integrados de vários segmentos, a Câmara se propõe a ser um centro difusor de informações, ajudando a melhorar o discernimento das empresas interessadas em realizar seus eventos em Manaus e a estimular os investimentos de empresas da região na qualidade 

 

 

A captação de congressos, workshops, seminários, treinamentos e reuniões de negócios merece atenção especial dos membros da Câmara.

A exemplo de algumas das mais importantes cidades brasileiras, Manaus encontra no fomento ao turismo de eventos uma alternativa concreta de desenvolvimento econômico e social. Estima-se que cada turista gaste US$ 240 por dia em uma média de cinco dias no local do evento.

A Indústria que mais cresce no Brasil, em tendência alinhada com o comportamento mundial, o turismo de eventos promete superar a média atual de crescimento de 12% ao ano, taxa que supera, e muito, a do crescimento da indústria do turismo como um todo.

Segundo pesquisa do Convention Liasion Council (CLC), publicada na revista da Association Meetings de dezembro de 1995, o turismo movimentou no ano de 1994 recursos da ordem de US$ 82 bilhões, somente nos Estados Unidos, sendo que pouco mais de US$ 51 bilhões em convenções e exposições/feiras e US$ 27 bilhões em congressos.

Empresários e profissionais garantem que com a instalação da Câmara de Eventos de Manaus, o setor de turismo e todos os segmentos econômicos de apoio serão beneficiados com uma espécie de cadeia de investimentos alavancados pela necessidade de hotéis, restaurantes, casas noturnas e até de construção ou ampliação de equipamentos nas áreas de transportes e telecomunicações.

O impacto positivo do incremento do turismo de eventos não pára por aí. Os fornecedores são naturalmente obrigados a investir em qualificação profissional tecnológica.

 

Zona Franca

Uma nova atração em Manaus está seduzindo turistas de todo o Brasil. Não se trata da restauração ou descoberta de uma obra arquitetônica ou da construção de um monumento histórico que ajude a desvendar com mais detalhes a passagem dos colonizadores pela Amazônia ou a saga de seus habitantes mais antigos. Nem tampouco de projetos de preservação do patrimônio ambiental da maior e mais rica floresta tropical do planeta. A novidade vem do comércio varejista da Zona Franca de Manaus.

O consumidor pode, agora, independente de sua cidade de origem, comprar produtos no maior parque de importados do país com as mesmas facilidades de outros grandes centros.

A Associação Comercial do Amazonas tomou importantes decisões para retomar o crescimento do turismo na região, que deve registrar, somente este ano, um aquecimento de 6%, apenas no que se refere a compras, segundo Belmiro Vianez, presidente da ACA.

A ação de financeiras nacionais permite vendas com pagamento em até 15 vezes. A elasticidade de prazos previstos pelos cartões de crédito e os cheques pré-datados para até seis meses são instrumentos que começam a aquecer as vendas de importados nas mais de nove mil empresas instaladas no comércio varejista da Zona Franca.

As vantagens para o consumidor não se refletem nas condições de pagamento, até pouco tempo atrás inflexíveis, sem margem para negociação.

A garantia de procedência dos produtos tem sido uma das principais marcas da Zona Franca, que não registrou em mais de 30 anos qualquer sinal de falsificação ou distorção de origem.

A competitividade ganha reforço imbatível na hora de conferir os preços. Normalmente mais baixos que os cobrados em outros grandes centros comerciais brasileiros, chegam a despencar em determinados produtos, como é o caso da geladeira side by side, a mais moderna do mercado, que chega a custar US$ 6,700 em outros centros e em Manaus pode ser encontrada até por US$ 2,600. A diferença pode garantir excelente viagem de lazer, incluindo aquisição de passagens aéreas e hospedagem. (Apolonildo Britto – Revista Amazon View – Edição 25)

 
Apolonildo Brito

OUTRAS

Parceiros